top of page

Flotilha nacional desembarca em Salvador e aumenta expectativa para o Brasileiro de HPE25

É cada vez maior a expectativa para o início do 17º Campeonato Brasileiro de HPE25. Os barcos de outros estados que participarão desta edição inédita na Baía de Todos-os-Santos, entre os dias 2 e 5 de novembro, já estão em Salvador. Ao todo, o evento deve reunir cerca de 30 embarcações do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Bahia - superando a última edição, realizada em Ilhabela (SP), em 2021.

Em Salvador, o campeonato será sediado pelo Aratu Iate Clube, com a realização de regatas nas raias do Banco da Panela e Inema, em pontos em que o público poderá acompanhar a alta performance das embarcações. No time técnico da competição, destaque para a Comissão de Regatas de Cuca Sodré e os juízes internacionais Nelson Ilha, Walter Bodnner e Fábio Bocciareli, atuando na água em tempo real.


“O Brasileiro de HPE 25 é uma grande expectativa para o Aratu Iate Clube, que começou a trabalhar na organização do evento desde a sua aprovação, em 2021. Os mínimos detalhes estão sendo pensados para que a parte técnica seja impecável e os competidores sejam recebidos com a boa energia que a Bahia tem! ”, declara o diretor de Vela do Aratu Iate Clube, Moacyr Montenegro Jr.


O Campeonato Brasileiro de HPE25 é patrocinado pela Secretaria de Turismo do Estado da Bahia (Setur-BA), Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador, Dasa, Clínica Amo, Hospital da Bahia, Porto Salvador Marina, Magma Yachts, Quantum Sails e Z6 Náutica.


Participações olímpicas e mundiais


Um grande destaque da programação do Brasileiro é a participação de campeões mundiais e velejadores olímpicos, dentre eles, os velejadores baianos e medalhistas nos jogos pan-americanos de 2019 em Lima, Juliana Duque e Rafael Martins, que reforçam a tripulação do barco paulista Mussulo, de José Guilherme Pereira Caldas.


O tetracampeão mundial da classe J24, Maurício Santa Cruz, também será um dos tripulantes do Three Musketeers, barco de Alberto Guarischi, que vem do Rio de Janeiro. Já o barco de Ilhabela, Crazy Phoenix, de Mario Lindenhayn, traz na equipe, Eduardo “Dudu” Melchert, velejador olímpico (prata nos jogos panamericanos de Havana, 1991, na classe 470 e competidor das Olímpiadas de Barcelona, 1992 na mesma classe).


Também de São Paulo, o veleiro Saci, de Fabio Cotrim, traz na tripulação o experiente Jorginho Zarif, multicampeão mundial da classe Finn, com participação nas Olimpíadas de Londres, 2012, e Rio de Janeiro, 2016.

Comments


  • link instagram
  • link facebook
  • link youtube

#aratuiateclube

bottom of page